Páginas

segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

A Verdadeira História por trás de Alice (ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS)

Todos já devem ter assistido 'Alice no País das Maravilhas' da Disney, certo? Quem tem um olhar digamos, mais profundo para as coisas deve ter percebido que é um filme bem viajado, fora dos padrões infantis (como a maioria)...

O que eu acho que muita gente não sabe, é que o autor de Alice era um cara bem estranho. Primeiro, seu nome não era Lewis Carroll, e sim Charles Lutwidge Dodgson, nasceu na Inglaterra em 1832, foi matemático, lógico, fotógrafo e romancista foi reconhecido como tal após o seu sucesso com Alice no País das Maravilhas, publicado em 1865. Faleceu em 1898, com 66 anos. Lewis Carroll era um homem muito tímido, e gostava muito de crianças (apenas as do sexo feminino) e de lhes contar histórias. Lewis enquanto lecionava em Oxford conheceu Henry Liddell, pai de 3 meninas - Alice, Lorina e Edite.

A verdadeira Alice era a filha de Henry, uma garotinha de 7 anos que virou musa inspiradora do livro, "Melhor Amiga" e modelo de uma série de fotos...

O fato é que a literatura de Carroll está longe de ser tão despropositada quanto parece. A mãe de Alice queimou cartas de Lewis Carroll, nas quais ele se despedia da menina com "10 milhões de beijos" e costumava pedir cachos de cabelos de presente para beijar.

Pelo que li, sob a aparência sóbria, escondia-se um sentimento de culpa que o corroía de forma constante e implacável... Quando tinha oportunidade gostava de desenhar ou fotografar meninas seminuas, com a permissão da mãe. A maioria das fotos foram destruídas ou devolvidas, mas quatro ou cinco fotos ainda sobrevivem.

Uma é de Evelyn Hatch, fotografada totalmente nua em 1878.

A maioria dos personagens de Alice foram inspirados em pessoas e fatos reais pertencentes ao cotidiano de Lewis, como o grifo talhado em madeira na Catedral de Ripon, onde o pai de Lewis trabalhava como reverendo.

Sem querer fazer propagandas, mas achei interessante postar isso aqui:

Lewis será retratado no filme "Phantasmagoria: As Visões de Lewis Carroll" em que o próprio Marilyn é o próprio Lewis e o diretor.

Creio que não será muito bom com Marilyn atuando, mas... é esperar pra ver!

Sinopse: Um escritor assombrado em um castelo isolado é atormentado por noites insônia e visões de uma garota chamada Alice. Ele se encontra tornando-se um sintoma de sua própria invenção. "Agora meus pesadelos sabem meu nome." Ele é Lewis Carroll. Aterrorizado com o que o espera a cada noite.

Para quem não sabe, Phantasmagoria quer dizer é uma série de acontecimentos envolvendos mudanças drásticas de intensidade de luzes e cores; e também muitas vezes interpretado como um estado abstrato onde o real e o imaginário se misturam. E que é o nome de um poema do próprio Lewis.

O Filme provavelmente será lançado em 2010.

ALICE LIDDELL COM 7 ANOS DE IDADE




NOVO TRAILLER DE ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS 2010

18 comentários:

Camile disse...

muito muito bom post

renato disse...

Post com começo e meio, mas nao fim. Ficou incompleto ...

gerard disse...

o resto vc ve no cinema ,Renato,,acorda!
kkkk
minha filha se chama Alice vou leva-la qdo lançar...
nao sabia do lançamento desse filme,,vou procurar saber mais sobre,,valeu Sirlei

Anônimo disse...

eu acho que ele era um sonhador...

Biladydark disse...

Sempre achei essa história sinistra...

Z-ONE disse...

Busquem por alice's madness returns

Anônimo disse...

EU percebo nuances e referências a pedofilia na na obra de Carroll desde quando vi o desenho animado da Disney. Pelo visto não era uma percebção descabida.

Taline disse...

Texto cheio de discordância.

Anônimo disse...

ser um pervertido pedofilo talvez seja até pior q se ele fosse um satanista!Afinal,no segundo caso o problema se resolveria com exorcismo.........ou camisa de força!

Anônimo disse...

eu não sei q tanto as pessoas gostam deste raio de Alice no pais das maravilhas;nem qd era criança,nem na versão desenho nem nunca consegui digerir esta historinha intragavel!Sempre achei uma maçada entediante!Uma das maiores drogas q fz sucesso entre todo tipo de publico!

Anônimo disse...

eu nem sabia dessa versão vixe é meio sombrio...

Anny disse...

Tem um erro ai. A Alice que serviu de inspiração para os livros tinha 10 anos quando isso aconteceu, não 7. Eu acho o Lewis Carroll um gênio, a escrita dele é perfeita e as ideias também. Não vejo nada de estranho na história.

Anônimo disse...

concordo com renato, faltou um final.

Anônimo disse...

Primeiro esta errado a historia alice no pais das maravilhas e feito em fatos reais ca pesonagem do filme. Significado

Leticia Beatriz disse...

´[e legalzinho sim mais doque isso:A Verdadeira História por trás de Alice (ALICE NO PAIS DAS MARAVILHAS)
Todos já devem ter assistido 'Alice no País das Maravilhas' da Disney, certo? Quem tem um olhar digamos, mais profundo para as coisas deve ter percebido que é um filme bem viajado, fora dos padrões infantis (como a maioria)...

O que eu acho que muita gente não sabe, é que o autor de Alice era um cara bem estranho. Primeiro, seu nome não era Lewis Carroll, e sim Charles Lutwidge Dodgson, nasceu na Inglaterra em 1832, foi matemático, lógico, fotógrafo e romancista foi reconhecido como tal após o seu sucesso com Alice no País das Maravilhas, publicado em 1865. Faleceu em 1898, com 66 anos. Lewis Carroll era um homem muito tímido, e gostava muito de crianças (apenas as do sexo feminino) e de lhes contar histórias. Lewis enquanto lecionava em Oxford conheceu Henry Liddell, pai de 3 meninas - Alice, Lorina e Edite.

A verdadeira Alice era a filha de Henry, uma garotinha de 7 anos que virou musa inspiradora do livro, "Melhor Amiga" e modelo de uma série de fotos...

O fato é que a literatura de Carroll está longe de ser tão despropositada quanto parece. A mãe de Alice queimou cartas de Lewis Carroll, nas quais ele se despedia da menina com "10 milhões de beijos" e costumava pedir cachos de cabelos de presente para beijar.

Pelo que li, sob a aparência sóbria, escondia-se um sentimento de culpa que o corroía de forma constante e implacável... Quando tinha oportunidade gostava de desenhar ou fotografar meninas seminuas, com a permissão da mãe. A maioria das fotos foram destruídas ou devolvidas, mas quatro ou cinco fotos ainda sobrevivem.

Uma é de Evelyn Hatch, fotografada totalmente nua em 1878.

A maioria dos personagens de Alice foram inspirados em pessoas e fatos reais pertencentes ao cotidiano de Lewis, como o grifo talhado em madeira na Catedral de Ripon, onde o pai de Lewis trabalhava como reverendo.

Sem querer fazer propagandas, mas achei interessante postar isso aqui:

Lewis será retratado no filme "Phantasmagoria: As Visões de Lewis Carroll" em que o próprio Marilyn é o próprio Lewis e o diretor.

Creio que não será muito bom com Marilyn atuando, mas... é esperar pra ver!

Sinopse: Um escritor assombrado em um castelo isolado é atormentado por noites insônia e visões de uma garota chamada Alice. Ele se encontra tornando-se um sintoma de sua própria invenção. "Agora meus pesadelos sabem meu nome." Ele é Lewis Carroll. Aterrorizado com o que o espera a cada noite.

Para quem não sabe, Phantasmagoria quer dizer é uma série de acontecimentos envolvendos mudanças drásticas de intensidade de luzes e cores; e também muitas vezes interpretado como um estado abstrato onde o real e o imaginário se misturam. E que é o nome de um poema do próprio Lewis. vai intereçar oque??

Leticia Beatriz disse...

isso é legalzinho mais vai intereçar oque?

Anônimo disse...

gosto muito da história de alice no país das maravilhas,já li em algum livro que dizia isso sobre lewis carrol , mas realmente ele é muito bom.

Anônimo disse...

Alice no Paíz das maravilhas é um desenho infantil historinha q vc falou agr é muito idiota valeuw odiei